Logo
Lançada obra sobre o ensino superior em Moçambique

O Auditório do BCI acolheu, há dias, o lançamento da obra ‘O Ensino Superior em Moçambique: Políticas, Concepções e Práticas Dominantes’, da autoria do académico moçambicano Maomede Naguib Omar.

“É com profunda satisfação que hoje testemunhamos o lançamento deste livro que aborda um tema, o Ensino Superior, tão fundamental para o desenvolvimento do conhecimento e de uma sociedade” – disse o Presidente da Comissão Executiva (PCE) do BCI, Paulo Sousa, felicitando o autor e agradecendo-lhe “a oportunidade que nos proporcionou de associar a marca BCI aos seus trabalhos. Como Banco “orgulhosamente daqui”, assumimos desde sempre uma postura de intervenção activa de valorização da cultura moçambicana, e esse é um factor determinante para a elevação da auto-estima e da defesa de uma identidade cultural de Moçambique cada vez mais rica e mais forte. Todos sabem que este é o nosso compromisso e a nossa missão.”

Após congratular o autor, o professor Óscar Monteiro, prefaciador do livro, referiu que “é muito bom continuar a pugnar por um ensino de qualidade. Hoje já há essa batalha, senão vamos recuar terrivelmente. Ora o país merece dar um salto em frente”.

Para a académica Teresa Cruz e Silva, que fez a apresentação do livro, “o trabalho de Naguig Omar, mesmo sendo virado para a educação, permite um cruzamento de diversas disciplinas entre as quais as Ciências Sociais […]. Através de uma pesquisa de base qualitativa, o estudo que hoje se lança tem o mérito de fazer uma leitura crítica das visões de diferentes autores sobre o objecto de pesquisa aqui tratado, sem olvidar, no entanto, o olhar dos académicos africanos sobre o seu continente e como as instituições de ensino superior aí se projectam” – disse, salientando que “com esta forma de olhar para as instituições do ensino superior, o autor contraria a tão contestada produção científica, de carácter extrovertida, que marca, muitas vezes, o continente africano, sendo que este estudo feito a partir de si, ou seja de dentro, pode permitir que os fazedores de políticas e os actores que trabalham directamente na área do ensino superior possam fazer um bom uso dos seus resultados”.

O recém-nomeado vice-ministro da Saúde, João Leopoldo da Costa, autor do posfácio da obra, fez referência à necessidade de publicação dos trabalhos de pesquisa efectuados pelos académicos, porque “só publicando nós contribuímos para a ampliação do conhecimento numa determinada matéria. O objectivo da investigação é produzir conhecimento. Publicando, projectamos a instituição a que estamos vinculados, o investigador e o país” – sublinhou e rematou: “Hoje, Naguib Omar é uma referência ao nível internacional, no que concerne à investigação, no âmbito da qualidade de ensino superior”.

Já para autor da obra, a esperança é que “o pensamento e o conhecimento que se procura transmitir no presente livro possa ser utilizado pela inteligência colectiva, contribuindo deste modo para a melhoria dos processos decisórios, sobretudo na esfera pública, principalmente pelas autoridades do ensino superior e também pelas demais”. Maomede Omar defendeu também que “a minha verdade, a minha perspectiva devem ser relativizadas, no pressuposto de que todos nós devemos aceitar e considerar que existe sempre uma outra perspectiva que pode enriquecer aquela para a qual cada um parte”.

Refira-se que a obra é publicada com apoio do BCI e do Instituto Superior de Comunicação e Imagem de Moçambique (ISCIM), sob chancela da Alcance Editores.

Maputo, aos 16 de Novembro de 2017